ARTE E DOCUMENTAÇÃO NAS PLATAFORMAS DIGITAIS, COM BRUNO MORESCHI

Fundo laranja com efeito sépia, onde se vê homem branco e jovem, cabelos grisalhos, usa barba e bigode e camisa escura. Texto em fonte de cor branca. No canto superior esquerdo, com letras em destaque lê-se: BRUNO MORESCHI. Logo abaixo, em letras menores, lê-se: Arte e documentaçnao nas plataformas digitais No canto inferior direito, leia-se: WEBINÁRIO QUINTA 23/9 - 19h. No rodapé lê-se: Canal Youtube EducativaMuseuNacional.

Cultura digital

Arte e documentação nas plataformas digitais

Com Bruno Moreschi 

Dia 23/09 às 19h

 

Com a plataformização dos acervos cada vez mais avançada, como isso impacta a experimentação dos museus pelos públicos e sua prática de documentação?

 

Diante da urgente tarefa de pensar os impactos da cultura digital sobre o sistema de arte e museus, convidamos o artista e pesquisador Bruno Moreschi para refletirmos juntos sobre de que maneiras a experimentação dos museus pelos públicos se transforma com a plataformização acelerada pela pandemia, assim como as práticas documentárias e as camadas humanas que estão por trás da ideia de automação digital.

Bruno Moreschi é artista, pós-doutorando da FAUUSP e doutor em Artes pela Unicamp, com passagem na University of Arts of Helsinki (CIMO Fellowship). Suas investigações relacionam-se a sistemas e a decodificações de seus procedimentos – incluindo (mas não só) o das artes visuais e seus espaços de legitimação. Realiza experiências em IA a partir de práticas expandidas de crítica institucional e de estudos sobre camadas humanas em infraestruturas digitais. Projetos reconhecidos por Van Abbemuseum, 33ª Bienal de São Paulo, Rumos, Funarte, Capes e Fapesp. É pesquisador do projeto Histories of AI: Genealogy of Power (Universidade de Cambridge) e pesquisador sênior do Center for Arts, Design and Social Research (CAD+SR).